Fragmentos Tchekhov

Fragmentos Tchekhov é uma montagem experimental, que reúne a estética de Bertolt Brecht (teatro épico) e a técnica de Jerzy Grotowski (teatro pobre), trabalhadas sobre partes da obra de Anton Tchekhov, principalmente da peça “As Três Irmãs”.

 

A proposta dramatúrgica do espetáculo apresenta como tema central uma discussão sobre a relação familiar, presente no texto de Tchekhov, escrito no século passado; porém com fortes características da atualidade. Tchekhov questiona a inércia e a falta de energia das pessoas na tomada de decisões, e passado um século ainda é muito comum encontrarmos essas mesmas relações. Para melhor proporcionar essa reflexão foram selecionadas, da peça "As três Irmãs", as personagens que constituem a família; que são: as irmãs Olga, Macha e Irina, o irmão Andrei e sua esposa Natacha. Olga Knipper, atriz e esposa de Anton Tchekhov na vida real, também integra o quadro das personagens e costura a relação/reflexão sobre realidade e ficção, evidenciando essa temática tão próxima da nossa realidade.

 

A encenação dialoga com notícias cotidianas selecionadas, de modo aleatório, em jornais, revistas, noticiários; algumas muito recentes, outras pouco comentadas. Dessa forma, a realidade mais uma vez para o palco. Há, ainda, o depoimento dos próprios atores, no sentido de evidenciar seis pontos de vista sobre o tema central.

 

A Cia. Epifania trabalhou através de fragmentos para construir este espetáculo, que é um mosaico de possibilidades e questionamento, que possibilitará ao público a oportunidade de vislumbrar o comum e cotidiano sobre um outro prisma.

FRAGMENTOS BG.jpg

Ficha Técnica

Adaptação e Direção: Samir Signeu de trechos da obra de Anton Tchekhov, principalmente de “As Três Irmãs”.

Elenco: Amanda Leones, Carla Dias e Luana Costa

Cenografia: Márcia Pires

Iluminação: Jamil Dias